sábado, 29 de maio de 2010

Não me vejo mais em mim

Sinto falta do seu sorriso,
Do brilho em seus olhos,
Da alegria contagiante,
Das maçãs coradas,
Da dedicação desarmada,
Da fome de viver.
Refletido no espelho,
O que eu vejo é saudade,
Saudade do que eu era antes de você.

Joice Stêfani

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Happy B-day Baby!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Feliz Aniversário Mirelle!!




Posted by Picasa

segunda-feira, 3 de maio de 2010

As sem-razões do amor

 Para começar bem a semana, um belo poema de Drummond.

As sem-razões do amor

Eu te amo porque te amo,



Não precisas ser amante,



e nem sempre sabes sê-lo.



Eu te amo porque te amo.



Amor é estado de graça



e com amor não se paga.







Amor é dado de graça,



é semeado no vento,



na cachoeira, no eclipse.



Amor foge a dicionários



e a regulamentos vários.







Eu te amo porque não amo



bastante ou demais a mim.



Porque amor não se troca,



não se conjuga nem se ama.



Porque amor é amor a nada,



feliz e forte em si mesmo.







Amor é primo da morte,



e da morte vencedor,



por mais que o matem (e matam)



a cada instante de amor.

Carlos Drummond de Andrade